Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Rural 09/01/2020 14:44
Por: Redação

Prazo para apresentar comprovante de vacina contra a aftosa está terminando

Em virtude disso, o produtor que comprou a vacina até o dia 30 de novembro, e ainda não apresentou a respectiva nota, poderá apresenta-la até o dia 15 de janeiro.

A Inspetoria Veterinária de Arroio do Tigre está alertando os produtores rurais que a campanha de vacinação contra a febre aftosa, em bovinos com até 2 anos de idade, encerrou dia 30 de novembro. No entanto, segundo o técnico agrícola Gilson de Oliveira, em virtude da greve dos servidores da Inspetoria Veterinária, muitos produtores rurais não conseguiram apresentar a nota da vacina na Inspetoria. Em virtude disso, o produtor que comprou a vacina até o dia 30 de novembro, e ainda não apresentou a respectiva nota, poderá apresenta-la até o dia 15 de janeiro.

Depois disso, o procedimento não será mais aceito, e o produtor que não apresentar a nota de compra das respectivas doses, ou que não tenha vacinado o seu rebanho bovino contra a febre aftosa, pagará multa conforme prevê a legislação estadual. Em Arroio do Tigre, a meta era vacinar em torno de 4 mil bovinos. Até o momento, 90% do rebanho foram imunizados. A aplicação da vacina contra a febre aftosa pode deixar de ser obrigatória no Estado do Rio Grande do Sul, mas a definição será da Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária.

Gilson de Oliveira lembra ainda que está em andamento a declaração obrigatória anual do rebanho. Para fazer esta declaração o produtor rural deve comparecer na Inspetoria Veterinária até o dia 31 de janeiro, munido da carteira de identidade, CPF e Bloco de Produtor. Esta declaração tem por objetivo atualizar o número de animais existente na propriedade.