Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 02/09/2017 11:41
Por: Redação

Depois de seis décadas e meia Hospital Sebastiany muda de nome e de administração

A solenidade que oficializou a mudança na administração foi no final da tarde desta sexta-feira (01), na recepção do hospital.

  • Fotos: Henrique Lindner/Rádio Sobradinho

Depois de seis décadas e meia sob o nome da família fundadora, o Hospital Sebastiany de Sobradinho mudou de nome e de administração. A casa de saúde fundada pelo médico Adolpho Sebastiany e sua esposa Hulda Sebastiany agora passa a ser denominada São João Evangelista.

Na sucessão dos fundadores assumiram seus filhos Lauro, Narciso, Alencar e Gilson Sebastiany. Após, a instituição abriu seu capital com a inclusão de novos sócios. Mesmo assim, em razão da conjuntura econômica não foi possível manter a Casa de Saúde dentro dos padrões desejados pelos seus sócios.

A mudança agora é resultado da incorporação da instituição pela Associação Beneficente e Recreativa São Marcos, mantenedora do hospital São João Evangelista, de Segredo. Inicialmente apenas o serviço de Pronto Atendimento havia sido passado para a responsabilidade do hospital de Segredo. A partir de agora, a fusão foi estendida para todo o complexo.

A solenidade que oficializou a mudança na administração foi no final da tarde desta sexta-feira (01), na recepção do hospital. Estiveram presentes, representantes da família Sebastiany, médicos e demais profissionais da saúde, prefeitos e secretários de saúde, além do presidente da entidade que assumiu o hospital, Edgar Schafer e a administradora Noelci Homrich.

Durante os discursos, foi destacada a importância do legado dos fundadores da casa de saúde e dos demais proprietários que passaram pela instituição. Também foi lembrado que o hospital passou a enfrentar dificuldades nos últimos anos devido a sua condição de empresa particular – o que restringia o repasse de verbas públicas – e os benefícios que poderão resultar da sua transformação em entidade filantrópica por meio da fusão.

A ideia é tornar o hospital São João Evangelista Unidade Dois em hospital regional, com a implantação de serviços especializados de média complexidade.