Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 23/05/2019 14:21
Por: Redação

Mãe é inocentada e padrasto condenado pela morte de Francine Sins

O crime ocorreu em uma Sexta-feira Santa, na travessa Bauermann, em Rio Pardinho, e o corpo foi encontrado no dia 15 de abril de 2017, cerca de dois quilômetros da residência da família.

O Tribunal de Júri de Santa Cruz condenou Ronaldo dos Santos a 37 anos e oito meses de prisão pela morte da jovem santa-cruzense Francine Sins que, na Páscoa de 2017, faleceu aos 13 anos. Ronaldo, 30 anos, irá cumprir pena por homicídio qualificado por asfixia, dissimulação, recursos que dificultou defesa, e feminicídio. Além disso, Santos cumprirá pena por ocultação de cadáver e estupro. A defesa de Ronaldo já entrou com um recurso. Já a mãe de Francine, Geni Sins, 54 anos, que era acusada de ser a autora intelectual do crime, foi inocentada e teve a prisão domiciliar revogada.

O crime ocorreu em uma Sexta-feira Santa, na travessa Bauermann, em Rio Pardinho, e o corpo foi encontrado no dia 15 de abril de 2017, cerca de dois quilômetros da residência da família. Investigações apontam que Francine chegou a ser estuprada antes de morrer. A sessão do Júri foi presidida pela juíza Márcia Wrasse e teve na acusação o promotor Jefferson DallAgnol. A defesa de Geni esteve a cargo dos advogados Ezequiel Vetoretti, Eduardo Vetoretti e Melissa Klein Lopes. Já Ronaldo foi acompanhado pelo advogado da Defensoria Pública, Arnaldo França Quaresma Júnior.