Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Rural 14/07/2019 07:45
Por: Redação

Assembleia aprova manutenção das taxas de contribuições do Sistema Mutualista da Afubra

Associados da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), estiveram reunidos hoje, 13 de julho, pela manhã, no Teatro do Colégio Mauá, em Santa Cruz do Sul/RS, em Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária.

Associados da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), estiveram reunidos hoje, 13 de julho, pela manhã, no Teatro do Colégio Mauá, em Santa Cruz do Sul/RS, em Assembleia Geral Extraordinária e Ordinária. Os presentes deliberaram e aprovaram as taxas e contribuições que incidem sobre o Sistema Mutualista.

TAXAS - A nova definição, válida para a safra 2019/2020, mantém o percentual de contribuição para inscrição das lavouras de tabaco em 5,2% para o auxílio sobre danos e sobre as contribuições. Para quem têm direito às bonificações de 10%, 20%, 30% e 40%, as taxas permanecem para 4,7%, 4,2%, 3,6% e 3,1%, respectivamente. O bônus é concedido aos produtores que efetuam inscrição de forma ininterrupta e sem registro de prejuízos com granizos indenizáveis, seguindo períodos pré-determinados.

DESCONTOS –Para a safra 2019/2020, continuam os descontos de 7% caso os produtores antecipem o pagamento até 31 de agosto. Para quem optar pela liquidação até 30 de setembro, o percentual é de 5%, e até 31 de outubro, prazo final para inscrições, o desconto é de 3%.

PRAZOS – Desde a safra 2017/2018, o prazo de carência passou a ser de sete dias, a partir da entrega dos pedidos de inscrição de lavouras na Afubra, matriz e filiais, e postagem no Correio. A nova regra foi aprovada na Assembleia Geral Ordinária, em julho de 2016. “O produtor devedor, mesmo tendo feito sua inscrição anterior ao pagamento, a validade contará sete dias a partir da data do pagamento”, explica o presidente da Afubra.

URM - Para a próxima safra também haverá mudanças na Unidade Referencial Mutual (URM), que serve de base para o recebimento dos benefícios e pagamentos dos auxílios do Sistema Mutualista. O valor da URM passa de R$ 12,71 para R$ 13,47. Werner explica que o reajuste se faz necessário pela variação estimada do custo de produção e serve para corrigir os benefícios do Sistema Mutualista, como auxílio funeral, queima de estufa e danos em lavouras.

SAFRA – Como a comercialização da safra 2018/2019 ainda não está concluída, estima-se que o volume total deva ficar em 691.613 toneladas. Para o novo período, a entidade sugere redução na produção de tabaco para adequar a oferta à demanda.

Sistema Mutualista - Benefícios e Contribuições - Safra 2019/2020

Auxílio Danos em Lavouras

Granizo

Granizo e/ou tufão

Normal

5,2%

12,4%

Bônus 10% (5 a 8 safras)

4,7%

11,2%

Bônus 20% (9 a 12 safras)

4,2%

9,9%

Bônus 30% (13 a 16 safras)

3,6%

8,7%

Bônus 40% (17 ou + safras)

3,1%

7,4%

 

 

Contribuição

Em URMs

Benefício

Em URMs

Contribuição anual associativa

3

--

Contribuição anual para auxílio funeral

4

800

Contribuição anual para auxílio funeral esposa / filhos

4

800

 

 

Em caso de perda total

Auxílio estufa geminada

8

480

Auxílio estufa A/B

8

640

Auxílio estufa G

8

850

Auxílio estufa ar forçado adaptada AFA

8

850

Auxílio estufa ar forçado gêmea

8

850

Auxílio estufa ar forçado

8

1.100

DIRETORIA

Na assembleia de sábado, o atual presidente da Afubra, Benício Albano Werner, foi reeleito para mais quatro anos à frente da entidade. Marco Antonio Dornelles permanece na vice-presidência; Romeu Schneider e Marcílio Laurindo Drescher como secretário e tesoureiro, respectivamente; e Ornélio Sausen como segundo tesoureiro. A mudança na composição da diretoria é o catarinense Adriano da Cunha, que assume a função de segundo secretário. Como a comercialização da safra 2018/2019 ainda não está concluída, estima-se que o volume total deva ficar em 691 mil 613 toneladas. Para o novo período, a Afubra sugere redução na produção de tabaco para adequar a oferta à demanda.