Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Educação 06/01/2020 15:02
Por: Redação

Unisc conta com uma novidade neste semestre: o curso de Agronomia

De acordo com o vice-reitor da Unisc, Rafael Frederico Henn, a demanda pelo curso de Agronomia é bastante antiga, justamente porque Santa Cruz e região são essencialmente áreas agrícolas.

A Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) conta com uma novidade neste semestre: o curso de Agronomia. Ao todo, serão ofertadas 60 vagas por semestre, sendo que pouco mais de 120 alunos fizeram o vestibular para o curso. As matrículas ocorrem ao longo deste mês de janeiro e também em fevereiro. De acordo com o vice-reitor da Unisc, Rafael Frederico Henn, a demanda pelo curso de Agronomia é bastante antiga, justamente porque Santa Cruz e região são essencialmente áreas agrícolas. Henn ressalta que a intenção com a implementação do curso é contribuir para o desenvolvimento da região.

O vice-reitor explica que Agronomia terá cadeiras compartilhadas com o de Engenharia Agrícola, pela proximidade das áreas. Além disso, os alunos de Agronomia terão a possibilidade de utilizar a estrutura, laboratório e recursos do curso de Engenharia. O objetivo é também oportunizar que alunos façam saídas de campo, conheçam e realizem trabalhos em fazendas e terras agrícolas da cidade. Com isso, não apenas os estudantes aprendem colocando o conhecimento em prática, mas também o proprietário do espaço. Segundo ele, "o principal diferencial do curso serão as atividades em campo que irão ocorrer".

O novo curso vai propor soluções sustentáveis sob a perspectiva ambiental, social e econômica de forma coerente com o contexto local e com uma robusta consciência planetária; tratar o solo como um recurso vivo do qual depende toda a produção de alimentos; compreender a biodiversidade como uma riqueza natural e recurso para produção de alimentos; apresentar soluções tecnológicas adequadas ao contexto sociocultural, econômico, ambiental; promover o empreendedorismo e a geração de novas fontes de valor e renda com vistas ao desenvolvimento socioeconômico das comunidades onde atua a partir de suas próprias potencialidades e superando eventuais limitações; atuar como agente de decisão na gestão das unidades de produção agropecuária, logística, beneficiamento e comercialização da produção em todos os elos das cadeias produtivas, e ainda irá gerenciar recursos hídricos, projetar e montar sistemas de irrigação.