Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 11/10/2018 14:05
Por: redacao

Polícia diz que morte de taxista em Santa Cruz foi motivada por banalidade

Conforme o titular da Defrec, delegado Marcelo Chiara Teixeira, o depoimento dos criminosos mostra a banalidade do crime.

Banalidade é a palavra que define o crime que resultou na morte do taxista Luciano Kappel, de 57 anos. Presos nesta quarta-feira (10) por equipes da Delegacia Especializada em Furtos Roubos Entorpecentes e Capturas (Defrec), Welerson da Silva, de 20 anos e Gerson Carvalho dos Santos, de 27 anos, confessaram a morte de Kappel. Os dois, que moravam juntos em uma residência localizada na rua Gaspar Bartholomay, Vila Schultz, disseram à polícia que precisavam de dinheiro.

Conforme o titular da Defrec, delegado Marcelo Chiara Teixeira, o depoimento dos criminosos mostra a banalidade do crime. Gerson disse aos policiais que o dinheiro seria usado para ir na Oktoberfest com a família. JÁ Welerson alega que estava desempregado e que o dinheiro seria para a sua família. Para o delegado Luciano Menezes trata-se de uma crueldade. A partir de agora, a polícia trabalha na conclusão do inquérito para posteriormente apresentar ao judiciário. Os criminosos foram levados para o Presídio Regional de Santa Cruz onde cumprirão pena preventiva.