Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Rural 17/08/2020 13:11
Por: Fabricio Ceolin

Cotriel exige nota fiscal para a devolução de embalagens vazias de agrotóxicos

Provensi chama a atenção também quanto à tríplice lavagem, que deve ser feita no momento da aplicação dentro do pulverizador, e não na lavoura ou próximo da casa, pois pode haver contaminação do solo ou de locais próximos.

Atendendo a uma determinação da Secretaria Estadual de Agricultura e da Fundação Estadual de Proteção Ambiental – FEPAM, a Cotriel, a partir do mês de agosto, passou a exigir que a devolução das embalagens vazias de defensivos seja feita somente mediante a apresentação da nota fiscal de compra dos defensivos. O gerente de insumos da Cotriel, Amarildo Provensi, explica que a Cooperativa inaugurou em fevereiro de 2019 o seu depósito de defensivos, não mais passando a compor a antiga associação de Revenda de Pesticidas de Espumoso – ARPE.

Os produtores que compram na Cotriel, bem como, em outras empresas para as quais a Cooperativa presta serviço com este armazém, são obrigadas, além de fazer a tríplice lavagem, furar a embalagem e separar a tampa em um outro recipiente, e apresentar a nota fiscal de compra fornecida no momento da aquisição. Lá consta o endereço onde aquele produto deve ser entregue após ser utilizado.

Provensi chama a atenção também quanto à tríplice lavagem, que deve ser feita no momento da aplicação dentro do pulverizador, e não na lavoura ou próximo da casa, pois pode haver contaminação do solo ou de locais próximos. Ele também lembrou que ao ter uma embalagem na qual existem resíduos devolvida no local de recebimento, o produtor tem até um ano para deixa-la em ordem e levar novamente, uma vez que um recibo é emitido e enviado aos órgãos de fiscalização quando o processo não é finalizado.