Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Educação 20/10/2020 14:41
Por: Redação

Falta de EPIs impede retomada das aulas na Escola Copetti

O retorno das aulas presenciais do Ensino Fundamental está previsto para ocorrer entre os dias 28 de outubro (anos finais) e 12 de novembro (anos iniciais).

Depois de sete meses de escolas fechadas, a volta às aulas presenciais para os alunos de Ensino Médio e Técnico na rede pública estadual deve ficar restrita a um terço das 1.108 instituições. Pelos dados preliminares repassados ao secretário Faisal Karam pelas coordenadorias regionais e educação, somente 300 escolas deverão receber alunos neste primeiro dia. Embora espere que no início apenas 30% das famílias mandarão seus filhos para a escola, Faisal acredita que o baixo número não está relacionado à resistência dos pais ou dos próprios alunos, mas ao impasse com professores e prefeitos.

Como os gestores municipais têm autonomia para impor medidas mais restritivas do que as do Estado, e 55% são contra a volta das aulas presenciais, nos municípios em que houver decreto proibindo o retorno a rede estadual terá se se enquadrar. Nessas cidades, as escolas terão de manter plantões para receber os equipamentos de proteção individual (EPIs), preparar material didático impresso e entregar aos alunos, além de dar orientação individual aos que estiverem com dificuldade no ensino remoto.

O Estado comprou o equivalente a R$ 15 milhões em equipamentos para as escolas, mas os fornecedores não estão conseguindo entregar em parte delas, especialmente em Porto Alegre, porque dezenas de diretores e professores simplesmente não cumpriram a ordem de fazer plantão para receber o material e preparar o retorno das aulas presenciais. Como há professores com mais de 60 anos querendo voltar, o governo entendeu que não fazia sentido abonar as faltas de todos e exige a formalização de um documento informando que continuarão trabalhando em modo remoto. O Estado deve contratar professores e servidores, em caráter temporário, para suprir a falta dos que não retornarão às escolas por ter mais de 60 anos ou alguma doença que indique risco para coronavírus.

Esse gasto adicional torna ainda mais distante qualquer reajuste salarial para o magistério. Nesta primeira etapa somente Escolas de Ensino Médio e Técnico na rede pública estadual devem retomar as aulas presenciais.

Em Sobradinho, a única escola com Ensino Médio, é a Escola Padre Benjamim Copetti, No entanto, o diretor Alécio Marion, divulgou uma nota hoje (20), informando os alunos, pais e responsáveis que as aulas presenciais previstas para serem retomadas amanhã, (21), foram suspensas por tempo indeterminado, devido à falta de EPIS (Equipamentos de Proteção Individual). O retorno das aulas presenciais do Ensino Fundamental está previsto para ocorrer entre os dias 28 de outubro (anos finais) e 12 de novembro (anos iniciais).