Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 25/03/2021 12:07
Por: Redação

Comissão de Agricultura da Assembleia aprova duas audiências públicas e comemora êxito da audiência com o governador Eduardo Leite

No próximo dia 1º de abril acontecerá a Audiência Pública que debaterá “A situação da comercialização da safra do tabaco safra 2020/2021”

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Pesca e Cooperativismo da Assembleia Legislativa Gaúcha, aprovou na manhã desta quinta-feira (27), em reunião ordinária virtual, a realização de duas importantes audiências públicas. Conforme o presidente da Comissão, deputado Adolfo Brito, o requerimento de autoria do seu colega, Thiago Duarte, para debater “O Programa Estadual de Revitalização de Cooperativas de Produção Agrícola – RECOOP/RS”, foi aprovado por unanimidade dos presentes. O mesmo aconteceu com a proposta do deputado Zé Nunes, que de forma unânime, recebeu a aprovação do seu requerimento, para outra Audiência Pública para discussão da “PEC 280/2019, que revoga os §§ 2º e 5º do Artigo 22 da Constituição do Estado do Rio Grande do Sul”.

Brito, confirmou, também, que no próximo dia 1º de abril, após a reunião ordinária da Comissão, por volta das 10 horas, acontecerá a Audiência Pública que debaterá “A situação da comercialização da safra do tabaco safra 2020/2021”. Durante a reunião ordinária desta quinta-feira (25), os parlamentares, Adolfo Brito e Elton Weber, Zila Breitenbach, Carlos Burigo, Aloisio Classmann e Zé Nunes, comemoram também o êxito da audiência com o Governador  do Estado, Eduardo Leite, que aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (24), com a participação do chefe da Casa Civil, Arthur Lemos  e do Secretário da Agricultura, Covatti Filho, quando foi entregue a documentação referente ao “Projeto de Irrigação, Reservação D’água e Reflexos da Estiagem no RS”.

Outro assunto evidenciado durante o encontro virtual de hoje (25), foi a confirmação pelo Governo do Estado, que atendendo pedido da Comissão, as feiras livres de produtores e de produtos hortifrutigranjeiros e de origem animal estão liberadas em todo o Rio Grande do Sul, desde que os municípios e os organizadores tomem os devidos cuidados sanitários, de controle e distanciamento de pessoas.