Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 05/01/2021 13:57
Por: Redação

Onze municípios da região avançam no ranking do Desenvolvimento Econômico

Em Renda, o melhor desempenho pertence a Santa Cruz do Sul (0,836) e o pior a Passa Sete (0,435).

Os novos prefeitos e equipes de governo que assumiram as administrações municipais na região no dia 1º de janeiro terão mais um desafio pela frente. Os números relativos ao Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese) do Rio Grande do Sul de 2018, publicados pelo governo do Estado, mostram que apenas Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires e Mato Leitão, entre os 28 municípios do Vale do Rio Pardo e Centro-Serra, aparecem na primeira metade do ranking do Rio Grande do Sul.

Onze melhoraram a posição em relação a 2017: Candelária, Cerro Branco, General Câmara, Ibarama, Lagoão, Pantano Grande, Passa Sete, Passo do Sobrado, Sinimbu, Sobradinho e Venâncio Aires. O estudo é promovido pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão, por meio do Departamento de Economia e Estatística. O Idese é um índice que tem por objetivo medir o grau de desenvolvimento dos municípios gaúchos, a partir de aspectos quantitativos e qualitativos quanto ao desenvolvimento nas áreas de Educação, Renda e Saúde.

Entre os 497 municípios gaúchos, nenhum deles apresentou nível baixo de desenvolvimento socioeconômico, quando medido pelo Idese. No total, 455 cidades, que somam 70,72% da população gaúcha, são consideradas de desenvolvimento médio (índice entre 0,500 a 0,799), enquanto os demais 42 municípios somam 29,28% da população que vive em condições de desenvolvimento considerado alto (acima de 0,800). Na região, apenas Santa Cruz do Sul apresenta condições de desenvolvimento consideradas altas. Todos os demais municípios estão na faixa de desenvolvimento médio.

Por bloco de áreas, o melhor índice em Educação é de Vera Cruz (0,783) e o pior é de Vale Verde (0,594). Em Renda, o melhor desempenho pertence a Santa Cruz do Sul (0,836) e o pior a Passa Sete (0,435). Já no setor da Saúde, o melhor indicador é de Mato Leitão (0,877) e o pior, de Lagoão (0,775). Os cinco município gaúchos com melhores índices de desenvolvimento são, pela ordem, Carlos Barbosa (0,885), Água Santa (0,871), Veranópolis (0,863), Aratiba (0,858) e Guabiju (0,858).