Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 25/04/2020 11:46
Por: Redação

Assembleia Legislativa e entidades debatem a estiagem no Estado

Demora no acesso a recursos foi pauta de reunião entre lideranças do setor rural.

  • Foto: divulgação
  • Foto: divulgação

Com a presença de mais 60 de participantes de diversas entidades e parlamentares, a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, promoveu nesta sexta-feira (24) videoconferência para tratar sobre a estiagem no Rio Grande do Sul. O encontro foi aberto pelo Presidente da Assembleia e pelo Líder do Governo, deputados Ernani Polo e Frederico Antunes. Posteriormente o presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo, deputado Adolfo Brito, assumiu os trabalhos.

A reunião contou também com a presença do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária Gaúcha, Edson Brum; do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária da Câmara dos Deputados, Alceu Moreira; do Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke; e do secretário da Agricultura, Pecuária e do Desenvolvimento Rural, Covatti Filho. Brito apresentou uma síntese das ações que a Comissão de Agricultura empreendeu desde janeiro até agora, destacando o trabalho feito em conjunto com a participação das entidades do setor agropecuário do Estado, da Frente Parlamentar da Agropecuária Gaúcha, bem como, da Bancada Federal em Brasilia, para levar ao conhecimento do Governo Federal a difícil situação que é vivida pelo Rio Grande do Sul na busca da liberação de recursos para o enfrentamento da epidemia do Coronavírus, bem como, da forte estiagem.

 Durante a videoconferência constatou-se que foram importantes as medidas até aqui adotadas, porém, existe a necessidade urgente de que o resultado dessas iniciativas cheguem o mais breve possível ao produtor rural. Tanto o secretário Fernando Schwanke, quanto o secretário Covatti Filho, além de responder aos questionamentos, destacaram serem bem-vindas todas as sugestões apresentadas pelas entidades e parlamentares durante a reunião. Ao final do encontro, Adolfo Brito disse que “a videoconferência foi bastante produtiva e acredita que serviu para dar celeridade ao processo e encurtar a burocracia, facilitando a chegada das ações e recursos até o produtor rural”.