Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 10/06/2019 14:18
Por: Redação

Homem é encontrado morto no interior de Candelária

Trata-se do do metalúrgico Jorge Luis Gomes da Silva, 41 anos. O cadáver estava no meio de uma plantação de milho localizada no KM 139 da RSC-287.

  • Corpo foi localizado no meio de um milharal. Foto: Jaqueline Netto/Jornal de Candelária
  • Carro foi encontrado próximo ao local em que o corpo foi localizado. Foto: Divulgação/Brigada Militar

Uma denúncia anônima levou a Brigada Militar de Candelária a encontrar, por volta das 14 horas deste domingo (9), o corpo do metalúrgico Jorge Luis Gomes da Silva, 41 anos. O cadáver estava no meio de uma plantação de milho localizada no KM 139 da RSC-287. De acordo com o Instituto Geral de Perícias (IGP), de Santa Cruz do Sul, o corpo apresentava ferimentos de faca em várias partes do corpo. Além disso, Jorge foi degolado, teve as duas orelhas cortadas, e apresentava um grande risco nas costas. Por conta da grande violência observada, a Brigada Militar cogita a hipótese de vingança. A vítima não teria envolvimento com o mundo do crime.

O IGP disse, ainda, que o homicídio não ocorreu no local. Portanto, o cadáver teria sido apenas desovado no milharal. Segundo os familiares, Jorge Gomes da Silva estava desaparecido desde o começo da noite da última sexta-feira (7). Após chegar do trabalho, ele disse que ia sair para comprar refrigerante e cigarro, embarcou no seu Vectra placas IEA 4498, branco, modelo antigo. O veículo foi encontrado queimado na noite de ontem, no início da Rua Amândio Silva, próximo ao local onde o corpo foi localizado durante a tarde. De acordo com a Brigada Militar, a polícia chegou até o automóvel após uma ligação anônima ao 190. A polícia civil investiga as circunstâncias e a motivação do crime.

Segundo o comandante da Brigada Militar de Candelária, Capitão Renan Dutra, o setor de Inteligência da Corporação já apurou informações sobre os suspeitos. Eles seriam da região e bem conhecidos por diversos delitos. Os nomes foram repassados para a investigação tomar as medidas pertinentes. Inclusive na ligação que indicou o local do corpo foram citados vários nomes que já eram de conhecimento da Brigada Militar.