Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 16/07/2020 11:56
Por: Redação

Demandas da Comissão de Agricultura devem ser apresentadas ao governador

A Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo tem recebido nos últimos meses inúmeras reclamações relacionadas a rodovias nas mais diversas regiões do Estado.

O presidente da Comissão, deputado Adolfo Brito, relacionou e apresentou nesta quarta-feira (15), durante reunião da bancada progressista, a situação das demandas recebidas, solicitando ao líder do governo na Assembleia, Frederico Antunes, uma audiência com o governador para tratar desse e outros assuntos, que considera extremamente importante para o momento, como:

ESTRADAS:

Sugerir a busca de recursos através de empréstimo no BNDES ou bancos internacionais, para um grande projeto de recuperação de rodovias e conclusão de acesso asfáltico para muitos municípios que ainda não estão interligados ou com obras a serem concluídas.

Além de estradas da região central, grande parte da malha rodoviária estadual precisa de recuperação, em muitos casos com necessidade de reconstituição da base e nova camada asfáltica. Brito considera que operação tapa buracos é um paliativo e perda de investimento financeiro por parte do governo.

HIDROVIAS:

O presidente da Comissão de Agricultura também considera importante o uso dos recursos do eventual empréstimo para investimento em melhorias e infraestrutura em outros setores, como o de hidrovias, com grande potencial no Estado.

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA:

Outro assunto que o deputado pretende buscar intervenção do governador diz respeito ao projeto de regularização fundiária de imóveis rurais. Conforme o parlamentar, cerca de 96 mil hectares de terra poderão ser regularizadas, beneficiando milhares de famílias em todo o Estado do Rio Grande do Sul, para obter o título definitivo de área e com isso acesso a crédito ou até mesmo legalização de heranças.

AGROINDÚSTRIAS:

Brito citou na audiência da bancada progressista a necessidade de indicar ao Estado alocação de mais recursos para incentivar as pequenas agroindústrias e também no sistema troca-troca de sementes, pedindo a inclusão da semente de feijão no programa. Vários pleitos nesse sentido já foram encaminhados na Comissão de Agricultura, especialmente pelos pequenos agricultores e federações.