Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Rural 14/04/2021 16:11
Por: Redação

Quase metade da safra de tabaco já foi comercializada com a indústria

Agricultura

 Pelo menos 44% do tabaco plantado nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul já foram comercializados com a indústria. A informação foi confirmada pelo tesoureiro da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Marcílio Laurindo Drescher. Segundo ele, o número leva em conta os três tipos de tabaco comercializados na região Sul – Virgínia, Burley e Comum.

 De acordo com o Drescher, na safra 2020/2021 existe uma dificuldade na contabilização das vendas. Conforme ele, esse é um ano diferente, assim como no ano passado, para fazer as pesquisas in loco com os produtores. Hoje essas pesquisas são feitas por telefone ou Whatsapp, em casos pontuais, quando o produtor vai até a Afubra. Por isso, segundo Drescher, o andamento das pesquisas está de certa forma prejudicado. Mesmo assim, segundo ele, é possível saber o quanto de cada tipo de tabaco foi comercializado.

 Somando o tabaco tipo Virginia, em torno de 39%, Burley 65% e o Comum em torno 70%, a Afubra conclui que algo em torno de 44% de tabaco da safra já tenha sido comercializado. Marcilio Drescher destaca que a entidade ainda não tem o total de cada região, porque em algumas regiões a compra já está quase finalizada, enquanto em outras ainda está em andamento, isso devido à sazonalidade da colheita. Especialistas da cultura do tabaco trabalham com a expectativa de que a safra 2020/2021 tenha melhor qualidade em relação a do ano anterior. Isto também foi visto nas lavouras. Sendo assim, a comercialização deve render mais aos produtores e agradar aos compradores da matéria-prima beneficiada. Porém, de acordo com o tesoureiro da Afubra, Marcílio Drescher, alguns produtores, assim como na safra anterior, voltaram a reclamar dos reflexos da estiagem.