Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Saúde 07/11/2018 13:58
Por: redacao

Gerente do Hospital São João Evangelista revela que a dívida chega próximo a Um milhão de reais

Alex Schäfer disse que o déficit mensal é de 100 mil reais, e a dívida acumulada chega próximo a Um milhão de reais

O gerente do Hospital São João Evangelista – unidade de Sobradinho – revelou nesta quarta-feira (07) os números da crise enfrentada pela instituição. Falando ao programa ENFOQUE da Rádio Sobradinho AM, Alex Schäfer disse que o déficit mensal é de 100 mil reais, e a dívida acumulada chega próximo a Um milhão de reais. Desse total, boa parte diz respeito aos salários dos médicos, que segundo ele, mesmo assim, continuam atendendo normalmente.

Na entrevista, o gerente esclareceu o pedido de ajuda financeira feito nesta terça-feira (06) às prefeituras de Sobradinho, Lagoa Bonita, Passa Sete, Ibarama e Segredo. Conforme ele, o Hospital espera destes municípios um repasse mensal conjunto de 100 mil reais. Schäfer confirmou que sem essa ajuda não será possível manter as portas abertas. Ele destacou que os prefeitos compreenderam a importância de manter o Hospital funcionamento, e sinalizaram de forma positiva, porém, ainda não deram uma resposta, o que deve ocorrer, possivelmente até esta sexta-feira (09).

Alex Schäfer explicou que a crise se deve pelo fato de o Hospital trabalhar basicamente com o SUS, que repassa valores defasados e com muito atraso. No seu entender, se não tivesse ocorrido a fusão com o Hospital São João Evangelista o antigo Hospital Sebastiany também não teria resistido e já teria fechado suas portas.  O gerente da Casa de Saúde disse que na reunião de ontem ficou definido ainda que o Diretor Executivo do Consórcio Intermunicipal Vale do Jacuí, Vanoir Köhler, continuará atuando como fiscal numa administração compartilhada com a direção do Hospital, a fim de garantir total transparência na aplicação dos recursos que passariam a ser repassados pelas prefeituras.

Schëfer disse ainda que somente neste mês foi publicado no Diário Oficial do Estado o credenciamento do Hospital para implantação de serviços de referência no setor de partos, o que deverá resultar em novos repasses, a partir do ano que vem.