Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 06/02/2019 14:15
Por: redacao

Prefeitura de Agudo deve lançar edital para reconstruir pórtico de entrada da cidade

A estrutura foi destruída em grande parte, na madrugada de 15 de setembro do ano passado, em um acidente envolvendo um caminhão.

O prefeito de Agudo, Valério Trebien, esteve reunido com o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Cultura e Turismo, Alan Müller, e com integrantes do Rotary Club. A pauta do encontro foi a reconstrução do pórtico de entrada de Agudo, que deverá entrar em processo licitatório nos próximos dias. Somente no início de janeiro que a prefeitura conseguiu autorização do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) para reconstruir umas das principais marcas de Agudo.

A nova estrutura contará novamente com a parceria entre Prefeitura e Rotary. A empresa Mocofar, a qual o caminhão envolvido no acidente pertence, também está ressarcindo o prejuízo ao Município. De acordo com o Setor de Engenharia da Prefeitura, o novo pórtico deverá custar em torno de R$ 42 mil e por exigência do Daer será maior que o antigo, agora com 14 metros de comprimento, dois de largura e sete metros de altura, além de ter também defensa metálica para dar mais segurança.

A estrutura foi destruída em grande parte, na madrugada de 15 de setembro do ano passado, em um acidente envolvendo um caminhão. Sobraram apenas os letreiros de metal, que não tiveram danos. A empresa proprietária do caminhão pagou R$ 23 mil à prefeitura como forma de ressarcimento dos prejuízos.

SOBRE O PÓRTICO

  • O primeiro pórtico de Agudo foi construído em 1992, em uma parceria entre a prefeitura e o Rotary Club
  • A estrutura foi reformada em 1998, quando ganhou o estilo germânico que caracteriza a cidade e era considerado cartão-postal do município da Quarta Colônia
  • Além do nome da cidade, o pórtico continha saudações aos visitantes em língua portuguesa. Já a despedida era escrita em alemão, em letras góticas. As letras eram feitas em bronze
  • Localizado na ERS-348, próximo do entroncamento com a RSC-387, o pórtico tinha quatro estruturas de concreto e, no interior, havia outra estrutura, de ferro, revestida de madeira e com cobertura de telhas