Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 12/08/2019 21:21
Por: Redação

Câmara rejeita projeto que previa horário para funcionamento para bares e lancherias

Segundo os vereadores, o projeto não iria resolver o problema do barulho no centro da cidade. Segundo eles, a solução está no aumento do efetivo da Brigada Militar.

Os vereadores de Sobradinho estiveram reunidos nesta segunda-feira (12), na 23ª sessão ordinária do ano. Foi aprovado projeto autorizando o Executivo Municipal firmar convênio com o Consórcio Intermunicipal Vale do Jacuí, visando cedência de um servidor. Também foi aprovada a prorrogação de contrato de uma monitora de escola. Por 7 votos a favor e 1 contrário foi aprovado ainda o projeto que reduz em 50% a carga horária e o padrão do Cargo em Comissão de Diretor de Obras. O vereador Jeferson Matana foi contrário porque não haverá redução no valor do FG concedido a este servidor, o que na sua opinião, é inconstitucional. (Na manhã desta terça-feira (13) o secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Idelfonso Barbosa, esclareceu que os Cargos em Comissão esão fora de qualquer possibilidade de receber FG, uma vez que as Funções Gratificadas só podemser concedidas a funcionários concursados. (Atualizada às 8:40hs)

BAIXARAM PARA ESTUDOS

Baixou para estudos o projeto que autoriza o Executivo receber um imóvel por dação em pagamento de impostos municipais. Também ficou nas comissões, um projeto de Resolução da Mesa Diretora autorizando a Câmara Municipal de Vereadores de Sobradinho a se filiar à União dos Vereadores do Brasil. Foi concedido vista para a vereadora Maxcemira Trevisan, ao projeto que extingue o Cargo em Comissão de Coordenador de Oficina Mecânica, padrão 10, e cria um Cargo em Comissão ou Função Gratificada, de Coordenador do Departamento de Cadastro Imobiliário, padrão 10.

PROJETO REJEITADO

Por unanimidade, foi rejeitado o projeto que previa horário para funcionamento de bares, cafés, restaurantes, lojas de bebidas, lancherias e lojas de conveniências de Sobradinho. As duas emendas apresentadas pelo vereador Eder Librelotto foram retiradas de pauta, antes mesmo da apreciação do projeto em plenário. Segundo os vereadores, o projeto não iria resolver o problema do barulho no centro da cidade. Segundo eles, a solução está no aumento do efetivo da Brigada Militar.

EXPLICAÇÕES PESSOAIS

Na Tribuna, durante o período das Explicações Pessoais, o vereador Jeferson Matana, destacou que a rejeição unânime deste projeto demonstra a maturidade dos vereadores que entenderam que o problema não está nos bares e lancherias. Matana também destacou a recente visita feita pelo deputado Heitor Schuch, à Sobradinho, parlamentar a quem ele possui bastante intimidade e respeito pelo seu trabalho. Ressaltou as várias emendas destinadas pelo deputado para diferentes setores de Sobradinho. Matana voltou a manifestar preocupação quanto ao cancelamento da concessão da exploração da água mineral pela empresa Santo Expedito.

Éder Librelotto, referindo-se a rejeição do projeto dos bares e lancherias, agradeceu aos colegas que deixaram de lado a questão política e pensaram na questão econômica de Sobradinho. Segundo ele, o barulho no centro é preocupante, porém, a culpa não é dos bares e lancherias. Librelotto ressaltou que fará parte da cavalgada que irá buscar a chama crioula, e para tanto convidou a todos para recepciona-la dia 24 deste mês. Segundo ele, serão mais de 170 quilômetros a cavalo desde Panambí, onde a centelha crioula será gerada. O vereador também falou do rodeio realizado no último final de semana no Parque da Fejão, que reuniu CTGs de vários municípios do Estado. O vereador destacou também a cedência de um veterinário para o Consórcio Intermunicipal Vale do Jacuí, que proporcionará a realização de exames de Mormo com uma economia de aproximadamente 50% para os proprietários de cavalos. Parabenizou também o serviço de canalização que está sendo feito na saída para Ibarama, o qual deverá resolver o problema de alagamentos na Rua Santa Rosa.

Valdecir Bilhan anunciou que não será possível apresentar o seu projeto que previa a proibição da venda de bebidas em garrafas long neck em Sobradinho, por se tratar de matéria inconstitucional, uma vez que a prorrogativa de legislar neste setor é de competência do governo Federal. Bilhan defendeu, no entanto, a realização de uma campanha de conscientização sobre o descarte correto de lixo, principalmente no centro da cidade. Sobre o convênio firmado entre o município e o presídio de Sobradinho para atendimentos odontológicos, o vereador destacou que apesar da inversão de valores, o atendimento será feito apenas uma vez por semana, no ESF do Bairro Copetti.

Solange Guerreiro parabenizou a todos os pais pela passagem do seu dia no último domingo. Também fez um convite para o 33º encontro de jovens rurais e 15ª Olimpíadas Rurais da AREJUR, eventos que ocorrem neste sábado (17), em Candelária, reunindo delegações de 20 municípios da região. Na ocasião, haverá baile e escolha de rainha e princesas.

Maxcemira Trevisan manifestou sua indignação quanto ao convênio firmado com o presídio. Para ela, deveria existir outra alternativa. Também manifestou contrariedade a realização do desfile de 7 de setembro, que neste ano será às 15 horas. Segundo ela, a mudança é um desrespeito com os professores e alunos, e também com aqueles que lutaram tanto para que o desfile fosse na parte da manhã. Maxcemira, por outro lado, parabenizou a cantata dos pais, realizada na Matriz dos Navegantes.

Luiz Freitas parabenizou Adroaldo Torrel pela realização do torneio de xadrez, no último sábado. Também parabenizou Milton Setti e Rodrigo Pitbox pela 1ª Taça de Futsal dos Projetos Sociais de Sobradinho. Sobre a rejeição do projeto dos bares, o vereador disse que a Câmara fez o correto. Para ele, é preciso que a Força Tarefa seja realmente colocada em prática para acabar com o barulho no centro, que não é gerado nos bares e lancherias. Freitas solicitou ainda ao presidente do Legislativo, que se houver sobras no orçamento da Câmara deste ano, seja adquirido um decibelímetro – equipamento que mede o nível do som – e que este equipamento seja doado para a Força Tarefa.  

Adão Weber, mesmo tendo votado contra o projeto dos bares e lancherias, disse que a Câmara perdeu a oportunidade de contribuir com fim do problema enfrentado pelos moradores do centro da cidade.

Já o presidente do Legislativo, Tuki Siman, destacou que o Rodeio do último final de semana, movimentou Sobradinho. Lembrou que nesta quarta-feira (14), o Executivo abrirá a licitação para exploração do Quiosque. O parlamentar espera que aqueles que entraram na Justiça para anular a concessão anterior, pelo menos, apresentem suas propostas para exploração do local. Tuki lembrou que durante as obras de reforma da câmara foi muito criticado por seu colega Luiz Freitas. Conforme ele, apesar dos investimentos feitos, haverá, sim, sobras no orçamento, e que poderá atender seu pedido e deverá destinar recursos para a compra do equipamento sugerido.

PRÓXIMA SESSÃO

A próxima sessão ordinária do Legislativo de Sobradinho será segunda-feira (19), às 18 horas.