Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Saúde 27/03/2019 14:55
Por: redacao

Hospital Agudo segue enfrentando dificuldades financeiras

Mesmo com a crise, o presidente da instituição, Paulo Wilhelm, garante que todos os serviços prestados pela entidade, seguem normalmente.

O Hospital Agudo segue enfrentando dificuldades financeiras. De acordo com o presidente, Paulo Wilhelm, os funcionários estão com os salários atrasados. A última folha paga foi referente ao mês de janeiro, quando o salário ainda precisou ser parcelado. Mesmo com a crise, Wilhelm garante que todos os serviços prestados pela entidade, seguem normalmente. Ele ressalta que o atendimento do plantão, com a urgência e emergência, não sofreu alterações.

O administrador do Hospital Agudo, Roberto Schorn, expõe que a dívida estimada chega a R$ 800 mil, entre folha dos servidores e fornecedores. O gestor destaca que a instituição continua trabalhando, em razão dos profissionais que, mesmo com a folha em atraso, seguem atuando. Desde setembro do ano passado, o Estado não cumpre com os repasses, o que agrava a situação. O administrador pediu a compreensão da população, solicitando que os pacientes busquem por urgência e emergência - atendimento de responsabilidade do Hospital.

Já o atendimento básico, segundo ele, deve ocorrer nos postos de saúde. Schorn garante que a entidade está em busca de alternativas e mais serviços que possam ajudar na sua sustentabilidade, como atendimentos pelo IPE. Para expor a situação do Hospital Agudo, será realizada Assembleia Ordinária, nesta quarta-feira, 27, às 19h30min. Além dos sócios, a população poderá acompanhar as explanações. Após a Assembleia Ordinária, haverá outro encontro em caráter Extraordinária, quando será deliberado sobre o quadro de associados e alteração do estatuto.