Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 23/04/2021 13:07
Por: Redação

Audiência Pública debateu a situação das rodovias e acessos aos municípios

Costella acrescentou que 25 acessos estão com previsão orçamentária acabada.

Proposta pelo deputado Adolfo Brito, e aprovada nas Comissões de Agricultura e Economia da Assembleia Legislativa, foi realizada nesta quinta-feira (22), a Audiência Pública Conjunta, que debateu “a situação das rodovias no Estado do Rio Grande do Sul, e as ações de recuperação e implementação de acessos asfálticos". Ao dar esta informação, o deputado Brito reiterou a importância das rodovias para o escoamento da produção agrícola e de outros produtos de relevância para a economia do Estado e do País. O parlamentar reforçou ao secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, e ao Diretor Geral do Daer, Luciano Faustino, as reivindicações que vem sendo pauta das suas ações. Entre elas: a conclusão do asfaltamento entre Lagoa Bonita e Passa Sete; a retomada de obras entre São João do Polêsine e Ivorá; São João do Polêsine e Vale Vêneto; a conclusão de 1,5 km que faltam da rodovia Pinhal Grande/Nova Palma; a retomada dos trabalhos para asfaltar Segredo até Lagoão, e Tunas até Jacuizinho.

Juntamente com o deputado Beto Fantinel, ele também pediu que que o trecho Agudo-Ibarama seja repassado ao Estado para projeto de asfaltamento. Adolfo Brito, sugeriu, ainda, que a Secretaria e o Daer, firmem convênios para que os municípios possam fazer mais rapidamente, e quando necessário, a recuperação de trechos asfálticos, assim como de estradas de chão, citando o exemplo de Sobradinho-Lagoa Bonita -Cerro Branco. O secretário de Logística e Transporte, Juvir Costella, por sua vez, relatou que o Governo atual recebeu 62 acessos a municípios sem asfalto, sendo que 25 estão sendo ou serão trabalhados até o final de 2022. Informou que 11 acessos já foram concluídos, 8 estão em andamento ou em fase de conclusão, e outros 6 serão iniciados em 2022. Confirmou que restarão 37 acessos, para que sejam construídos, pela próxima administração estadual. De outra parte o secretário deixou claro que está em andamento um planejamento para recuperação de rodovias e acessos asfálticos para municípios. No entanto, não deu maiores detalhes dos investimentos. Costella também fez um relato sobre a situação dos Portos, Hidrovias e Aeroportos Gaúchos.

O Diretor Geral do Daer, Luciano Faustino confirmou que o Rio Grande do Sul, possui 10.300 Km de malha rodoviária e que enfrenta a falta de recursos para atender todas as solicitações, tanto de asfaltamento, como para dar atenção às estradas de chão. Ele enfatizou que enquanto o Paraná tem 3 Bilhões, para essas ações, o Rio Grande do Sul, tem poucos recursos. Os deputados estaduais Beto Fantinel, Elton Weber, Zilá Breitenbach, Zé Nunes, Sérgio Turra, Carlos Búrigo, Paparico Bachi e Capitão Macedo, em suas falas, apresentaram seus pedidos, assim como o Deputado federal, Alceu Moreira, que sugeriu um trabalho de articulação do Governo do Estado, com a Bancada Federal Gaúcha no Congresso Nacional, para que seja apresentada emenda ao Orçamento da União, de 60 Milhões de Reais, anualmente, para a construção de acessos asfálticos, até que todos sejam concluídos. Também participaram da Audiência Pública, Abigail Pereira, pelo Senador Paulo Paim; Leonardo Ribeiro, pelo Senador Lasier Martins; Prefeitos, Vereadores, dirigentes empresariais, de entidades e líderes sindicais.