Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 31/03/2020 14:06
Por: Redação

Brigada Militar reforça monitoramento após soltura de presos

De acordo com o comandante Tenente Coronel Giovani Paim Moresco, a prática mostra que a incidência criminal é acentuada e que muitos egressos do sistema prisional acabam retornando às práticas delituosas que eram acostumados.

A soltura de apenados na região do Vale do Rio Pardo traz um olhar ainda mais atento da Brigada Militar para as ocorrências na região. Conforme o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel Giovani Paim Moresco, um indivíduo suspeito de uma tentativa de arrombamento em Santa Cruz do Sul nos últimos dias é um dos beneficiados com a medida. Em todo o Rio Grande do Sul, por conta da pandemia do novo coronavírus, 3,4 mil presos gaúchos foram soltos em uma única semana, segundo relatório do Ministério Público Estadual.

A libertação maciça de presos tem ocorrido em todo o país em obediência à recomendação 062/2020 do Conselho Nacional de Justiça que dispõe que, por conta do alto índice de transmissibilidade do novo coronavírus, sejam reavaliadas as prisões provisórias. O atual cenário preocupa a Brigada Militar e requer atenção especial. De acordo com o comandante Moresco, a prática mostra que a incidência criminal é acentuada e que muitos egressos do sistema prisional acabam retornando às práticas delituosas que eram acostumados. Com isso, segundo o comandante, resta o aumento do trabalho preventivo e o monitoramento dos indivíduos libertados dos presídios da região.

Já a promotora de Justiça, Amanda Giovanaz, falando ao programa ENFOQUE da Rádio Sobradinho AM, disse que houve soltura de dois presos que cumpriam pena provisória no presídio de Sobradinho, mas sem nenhuma relação com a pandemia. Ela lembrou que a soltura de presos já condenados não passa pela promotoria de Sobradinho, pois é uma atribuição da Vara de Execuções Criminais Regional, com sede em Santa Cruz.