Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Educação 10/03/2018 12:41
Por: Fabricio Ceolin

Ministério Público do Trabalho  realiza capacitação para municípios do Vale do Rio Pardo

A proposta é trabalhar o tema em atividades em sala de aula, sensibilizando os envolvidos para o problema.

O Ministério Público do Trabalho  realizou, sexta-feira (10), a capacitação do projeto MPT na Escola para 12 municípios da região do vale do Rio Pardo que aderiram à iniciativa. Nos turnos da manhã e da tarde, 42 representantes de Arroio do Tigre, Boqueirão do Leão, Brochier, Candelária, Encantado, Ibarama, Lagoa Bonita do Sul, Santa Cruz do Sul, Sobradinho, Taquari, Teutônia e Vera Cruz foram sensibilizados sobre importância e necessidade do combate ao trabalho infantil e capacitados para a implementação de todas as etapas do projeto no âmbito de cada município.

O encontro foi realizado no plenário da Câmara de vereadores. O público foi formado por diretores, vices, coordenadores pedagógicos e professores de escolas municipais, secretários e supervisores de Educação, mais assistentes sociais, psicóloga e monitora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de SCS. A capacitação integra o projeto “Resgate a Infância” do MPT, que se divide em três eixos: "Profissionalização", voltado a empresas e ao preenchimento das vagas reservadas por Lei a aprendizes;  "Políticas Públicas", voltado aos municípios, com o objetivo de articular e fortalecer a rede de proteção da criança e do adolescente; e  "Educação", voltado a escolas de ensino fundamental da rede pública.

A proposta é trabalhar o tema em atividades em sala de aula, sensibilizando os envolvidos para o problema. Foi esclarecido sobre a estrutura do Ministério Público do Trabalho e suas metas institucionais, além do que é trabalho infantil, assim considerado toda forma de atividade econômica e/ou de sobrevivência, com ou sem finalidade de lucro, remunerada ou não, exercida por crianças e adolescentes que estão abaixo da idade mínima para entrada no mercado de trabalho. No Brasil, os jovens podem trabalhar a partir dos 14 anos na condição de aprendiz. A partir dos 16 anos, de fora regular, com restrições relacionadas à insalubridade e periculosidade. Abordaram, ainda, os mitos e prejuízos e apresentaram o Projeto Resgate a Infância, pelo qual o Ministério Público do Trabalho promove o combate ao trabalho infantil.