Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 15/03/2019 13:17
Por: Fabricio Ceolin

Estado não prevê investimentos para Polícia Civil este ano

Em recentemente a delegada Graciela Foresti Chagas em entrevista a Rádio Sobradinho, disse que a Polícia Civil em Sobradinho enfrenta uma realidade caótica devido ao reduzido número de servidores.

Os delegados regionais se reuniram na tarde de ontem em Porto Alegre, e foram informados de que não há previsão de investimentos para a Polícia Civil em 2019. O orçamento zero para melhorias, anunciado pela chefe de Polícia, delegada Nadine Anflor, faz parte do plano de contingência previsto para o primeiro ano do governo de Eduardo Leite. Conforme o delegado regional Luciano Menezes, os policiais foram informados de que apenas os custeios básicos estão garantidos.

O efetivo é outro desafio: hoje o número de policiais na região não chega a 30% do ideal. “É um momento delicado, em que vamos precisar de toda sensibilidade da comunidade” disse Menezes. Em julho, uma nova turma de policiais civis se forma no Estado. Conforme o delegado regional, já há um trabalho de gestão para garantir que parte desse efetivo seja destinada para o Vale do Rio Pardo.

Em recentemente a delegada Graciela Foresti Chagas em entrevista a Rádio Sobradinho, disse que a Polícia Civil em Sobradinho enfrenta uma realidade caótica devido ao reduzido número de servidores. De acordo com ela, atualmente são apenas quatro policiais que atuam na delegacia de Sobradinho, depois de duas aposentadorias, um agente de férias e outra de licença saúde.

A delegada afirmou que este número de servidores em atividade é absurdamente pequeno, levando em conta que a DP de Sobradinho atende a seis municípios.

Em Arroio do Tigre, onde atuam três policiais civis, a situação também é preocupante pois o prédio da delegacia foi parcialmente interditado pelos bombeiros. Neste caso, a delegada já está em tratativas com as prefeituras da região para as necessárias obras de reforma do prédio.