Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Polícia 23/01/2021 12:26
Por: Redação

Polícia Civil e Brigada Militar consideram que Operação Supremacia promovida em Sobradinho foi sucesso

Em entrevista a reportagem das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, a delegada disse que os resultados superaram as expectativas, pois além de prisões, houve uma grande apreensão de drogas, armas, dinheiro e veículos

  • Policiais que partiiparam da Operação Supremacia. Foto - Fabrício Ceolin

A delegada Graciela Foresti Chagas classificou como sucesso a Operação Supremacia, promovida nesta sexta-feira (22) em Sobradinho. A ação conjunta da Polícia Civil, Brigada Militar, Ministério Público e Poder Judiciário visou o cumprimento de mandados de busca e apreensão expedidos em razão da investigação que apura o atentado a família de um agente da Susepe, ocorrido em Sobradinho, no dia 13 de janeiro.

Na ocasião, um veículo parou em frente da residência do agente, e de dentro do veículo, criminosos fizeram disparos com pistola 9 milímetros. Por pouco os filhos do agente não foram atingidos pelos disparos. A mulher dele estava também na residência, e ele estava no trabalhando no Presídio de Sobradinho. As investigações apuraram que o ataque se trata de uma represália de detentos que fazem parte de uma facção, pois eles queriam o domínio do Presídio, e por não terem alcançado esse domínio interno, teriam revidado com o ataque à família do agente penitenciário.

Em entrevista a reportagem das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, a delegada disse que os resultados superaram as expectativas, pois além de prisões, houve uma grande apreensão de drogas, armas, dinheiro e veículos. A Operação Supremacia resultou na prisão de 12 pessoas. Elas deverão responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico, posse irregular de arma de fogo, posse de drogas, além de corrupção e exploração da prostituição de menor. Os flagrantes foram feitos na Delegacia de Sobradinho e os trabalhos se estenderam também durante a noite.

A delegada Graciela Foresti Chagas destacou que a Operação Supremacia é uma operação sem precedentes na região, e contou com grande aparato policial e instituições envolvidas, além de prisões e apreensões. Já o comandante da 5ª CIA da Brigada Militar do Centro Serra, Capitão Ricardo Mori, classificou a Operação Supremacia como uma resposta exitosa a comunidade do Centro Serra, pois por mais que o estopim tenha sido uma disputa de facções e culminou em um atentado, a polícia sempre vai responder mostrando que quem detém o monopólio da força é o Estado. Segundo ele, a Brigada Militar e a Polícia Civil estão em constantes trocas de informações, sendo que ações, neste modelo de atuação, terão prosseguimento visando transmitir uma sensação de segurança à população regional.