Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Educação 27/10/2020 14:41
Por: Redação

Aulas nas escolas de Sobradinho continuam de forma remota

Vários prefeitos editaram decretos suspendendo a retomada das aulas presenciais.

O retorno das atividades presenciais de ensino no Rio Grande do Sul deve ocorrendo de forma gradual. Pelo calendário determinado pelo governo do Estado amanhã (28) devem ser retomadas as para os anos iniciais (1º ao 5º) e finais (6º ao 9º) do Ensino Fundamental para escolas municipais e particulares. O ensino presencial tem sido retomado gradativamente desde 8 de setembro, quando retornaram os alunos das escolas infantis.

Em seguida, foi a vez das instituições privadas e federais de ensinos Superior, Médio e Técnico, autorizadas a voltarem em 21 de setembro — nesta data, escolas municipais de Ensino Médio também receberam autorização. Desde 20 de outubro, foi iniciado também o processo de retomada das aulas nas escolas estaduais de Ensino Médio e Técnico.

No entanto, em vários municípios, entre eles, Sobradinho e os demais do Centro Serra, as aulas continuam de forma remota. Vários prefeitos editaram decretos suspendendo a retomada das aulas presenciais. Além disso, a maioria das escolas ainda não recebeu todos os Equipamentos de Proteção Individual – os EPIs. O responsável pela 6ª Coordenadoria Regional de Educação, Luiz Ricardo Pinho de Moura, o Chiquinho, informou que os equipamentos estão sendo entregues gradualmente, conforme o previsto, e reforçou mais uma vez que o retorno presencial só ocorrerá quando tudo estiver dentro das exigências.

Com isso, as Escolas de Sobradinho: Padre Benjamim Copetti, Lindolfo Silva e Santo Carniel continuam com atividades remotas. As prefeituras e instituições que preferirem não retomar as atividades presenciais neste momento não serão punidas. Nesse sentido, o governo ressalta que eventos de grande porte só estão liberados em municípios que autorizaram a retomada escolar ou que estejam em processo para o retorno. A condição foi estabelecida como forma de elencar prioridades no retorno das atividades.