Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 18/11/2020 12:09
Por: Redação

Jorge Pohlmann avalia derrota nas eleições em Sobradinho

No entender do candidato do PP, o fato que mais influenciou no resultado das eleições, foi um boato maldoso afirmando que setores ligados a facções de criminosos assumiria a Administração Municipal em caso de sua vitória.

O candidato Jorge Pohlmann, do Progressistas, que perdeu as eleições de domingo (15) em Sobradinho elencou nesta quarta-feira (18) os fatores que, na sua opinião, contribuíram para o resultado do pleito. Conforme ele, entre os fatores estão os méritos do candidato vencedor, Armando Mayerhofer. Também teria contribuído o fato de a Oposição ter dois candidatos: ele e Rogério Barbiéri Carniel, o que teria dividido os votos.

Falando ao programa ENFOQUE da Rádio Sobradinho AM, Pohlmann também afirmou que houve uso da máquina pública, citando como exemplo, a distribuição de brita pela prefeitura nas propriedades rurais.  Ele afirmou que o serviço é necessário, porém, lamentou que isso tenha sido intensificado nos últimos dias da campanha. Além disso, Pohlmann afirmou que nas últimas semana teria havido distribuição de cestas básicas com recursos enviados pelo Governo Federal para enfrentamento da Covid-19.

No entender do candidato do PP, o fato que mais influenciou no resultado das eleições, foi um boato maldoso afirmando que setores ligados a facções de criminosos assumiria a Administração Municipal em caso de sua vitória. Jorge Pohlmann lamentou este tipo de artimanha, destacando que isso pode ter sido resultado de preconceito, pelo fato de que seu escritório de advocacia atende pessoas de todas as classes sociais, incluído clientes que não tem condições de pagar os honorários advocatícios.

No seu entendimento, a substituição de seu candidato a vice Gilvan Trevisan, por seu filho Gibran, não teve influência negativa na campanha. Jorge Pohlmann afirmou que não guarda rancor de ninguém, e quanto ao seu futuro político, disse que pretende apoiar aquele que for indicado pelo seu Partido para concorrer nas próximas eleições.