Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 06/12/2017 14:48
Por: Redação

Juiz cachoeirense desmarca audiência por causa do Grêmio, mas voltou atrás

A decisão do magistrado causou alvoroço no Fórum de Vera Cruz e rapidamente repercutiu nas redes sociais.

O juiz de Direito Marcelo da Silva Carvalho,  natural de Cachoeira do Sul, lotado na comarca de Vera Cruz, desmarcou uma audiência em despacho proferido na última segunda-feira (04)  por causa do jogo do Grêmio na semifinal do Mundial de Clubes. A audiência estava marcada para a próxima terça-feira (12), às 15h, horário de início da partida.

A decisão do magistrado causou alvoroço no Fórum de Vera Cruz e rapidamente repercutiu nas redes sociais. No despacho, a audiência havia sido remarcada para o dia 22 de janeiro de 2018, mas diante da repercussão, Carvalho logo voltou atrás e manteve o ato processual para terça-feira.

O processo é de uma autora contra uma empresa seguradora e está em fase de conclusão para sentença. A maneira como o despacho foi proferido, um tanto quanto diferente e insólita, chamou a atenção da classe jurídica.

“Às partes, advogados e testemunhas que podem ser Gremistas ou Colorados, aqueles torcedores e estes em tese, secadores, não os posso privar, nem a mim, de com o olho no trabalho e outro em uma tv, assistirmos o jogo do Grêmio na semifinal do Mundial agendado para o dia 12 de dezembro na parte da tarde. Assim rogo vênia às partes, advogados e testemunhas e redesigno a audiência de instrução, debates e julgamento para o dia 22 de janeiro, às 15h cabendo às partes comparecer acompanhados de suas testemunhas já arroladas. Caso haja servidor público arrolado ou policiais, requisitá-los. Intimem-se.”

No entanto, em outro despacho, o juiz justificou a manutenção da data da audiência para a próxima terça-feira. “Vistos que houve equívoco no despacho anterior na medida em que a audiência já havia sido cancelada em 24 de novembro. Assim, revogo a decisão retro, determinando voltem os autos conclusos para sentença. Intimem-se.”

Segundo a assessoria do juiz, a decisão “foi revogada a decisão de forma verbal. Como houve muita repercussão, voltou-se atrás”. O juiz Marcelo é filho do advogado cachoeirense e promotor de Justiça aposentado Joarez de Oliveira Carvalho.