Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Política 28/03/2020 07:56
Por: Redação

Prefeitos anunciam retomada do comércio com restrições

Reabertura ocorrerá na próxima quarta-feira dia 1º de abril.

Os prefeitos da Associação dos Municípios do Centro Serra estiveram reunidos nesta sexta-feira (27), na prefeitura de Sobradinho, para debater alterações nos decretos municipais que instituíram o fechamento do comércio e o isolamento social como forma de prevenção ao coronavírus. Na ocasião, eles decidiram que os estabelecimentos comerciais poderão reabrir suas portas, a partir da próxima quarta-feira, dia 1º de abril, porém, seguindo determinações do decreto estadual emitido pelo governador Eduardo Leite.

Falando ao programa Quadro Geral da Rádio Sobradinho AM, o presidente da AMCSERRA, prefeito de Cerro Branco, Jorge Hoffmann, explicou que os empresários deverão seguir algumas restrições e trabalhar com número reduzido de funcionários. Além disso, deverão evitar aglomerações de pessoas nos seus estabelecimentos. Já o prefeito de Sobradinho, Maninho Trevisan, confirmou que as prefeituras também voltarão ao funcionamento normal a partir da próxima quarta-feira.

Segundo os prefeitos, o possível colapso da economia e a não confirmação de nenhum caso na região foram fatores que colaboraram com a decisão. Em Arroio do Tigre, por exemplo, empresários chegaram a encaminhar, através da CASISAT, um abaixo assinado a Administração Municipal, pedindo a reabertura das portas. Lá, antes da reunião da AMCSERRA, o Prefeito Marciano Ravanello esteve reunido com uma junta médica, montada em decorrência da Covid 19, debatendo o assunto. Segundo Marciano, a volta, com todos os cuidados entre funcionários e clientes, poderia ser a medida adotada.

Com relação a aglomeração em bares, por exemplo, alguns municípios irão continuar com algumas restrições, uma vez que, no que diz respeito a esses estabelecimentos, cada administração adotou medidas cabíveis a suas cidades. As aulas, tanto nas redes municipais quanto na estadual, continuam suspensas até novo decreto do governo do Estado. Permanecem completamente proibidos eventos com grande número de pessoas, como festas, bailes e eventos sociais, tanto particulares, quanto comunitários.