Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 15/09/2015 10:14
Por: Redação

Prefeitos da AMCSERRA vão promover protesto dia 25 deste mês

Os prefeitos e secretários dos municípios que integram a Associação dos Municípios do Centro Serra – AMCSERRA – estiveram reunidos no final da tarde desta segunda-feira (14), no centro administrativo de Sobradinho, com o Segundo vice-presidente da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul – FAMURS – Marcelo Luiz Schreinert, do PP, prefeito de São Gerônimo. Foram debatidas medidas a serem tomadas devido à insatisfação dos prefeitos com a falta de repasses de recursos por parte dos governos Estadual e Federal. O presidente da AMCSERRA, Gilnei Luchese, prefeito de Lagoa Bonita, ressaltou que não há repasses para transporte, Assistência Social e Saúde. Além disso, segundo ele, os prefeitos correm o risco de serem penalizados pelo Tribunal de Contas. O representante da FAMURS salientou que os prefeitos estão apreensivos pelo fato não terem condições de cumprir metas previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal. Marcelo Luiz Schreinert ressaltou que a orientação da FAMURS é que as prefeituras se unam para de forma conjunta mostrar as dificuldades enfrentadas. No encontro desta segunda-feira, os prefeitos do Centro Serra decidiram promover um protesto na ERS-400, em Passa Sete, no próximo dia 25, aderindo a manifestação que está sendo coordenada pela FAMURS. Neste dia, a expectativa é que mais de 300 prefeituras gaúchas também estejam paralisadas. Na ocasião, a rodovia será bloqueada a partir das 9 horas da manhã, sendo permitida apenas a passagem de veículos oficiais e ambulâncias. Neste dia, as prefeituras também estarão fechadas. Algumas deverão manter apenas os serviços essenciais nos setores da Saúde e Educação. Gilnei Luchese ressalta que o objetivo é fazer com que o Governo do Estado tome alguma medida que possa auxiliar os municípios a enfrentar os atuais problemas. O Segundo vice-presidente da FAMURS, Marcelo Luiz Schreinert, alertou que se a situação persistir vai chegar um momento em que as prefeituras não terão mais condições de trabalhar. Os prefeitos da AMCSERRA alertaram que se as reivindicações não forem atendidas, não descartam novas paralisações para os próximos meses. O próximo passo dos gestores municipais é a Marcha dos Prefeitos Gaúchos à Brasília, dia 15 de outubro.