Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Rural 16/10/2020 14:28
Por: Redação

Fetag pede adiantamento da comercialização do fumo

A Fetag não estipulou um prazo para que as indústrias retornem o pedido, mas a expectativa da entidade é que a partir da próxima semana as indústrias comecem a retornar.

A situação dos agricultores familiares no Rio Grande do Sul está cada vez mais preocupante. A seca colocou a situação financeira de produtores de tabaco em risco. Dessa maneira, a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), encaminhou durante esta semana, pedidos para que as empresas tabagistas antecipem a comercialização do produto. O objetivo da entidade é de que as fumageiras iniciem as aquisições em dezembro.

De acordo com o presidente da entidade, Carlos Joel da Silva, a intenção é, além de ajudar os produtores com recursos, evitar que o tabaco seja comprado por atravessadores, o que acaba desvalorizando o preço do produto. Ainda de acordo com o presidente, as empresas se comprometeram em avaliar o tema, que envolve ainda o replanejamento das contratações de mão-de-obra. Segundo ele, “apenas uma empresa que comercializa o tabaco afirmou que não deve fazer a compra em 2020. As demais entenderam as preocupações e se mostraram dispostas a discutir internamente o tema”.

A Fetag não estipulou um prazo para que as indústrias retornem o pedido, mas a expectativa da entidade é que a partir da próxima semana as indústrias comecem a retornar.