Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Saúde 30/12/2017 10:44
Por: Redação

Conta da oncologia de outubro foi maior até que o novo teto

Os repasses federais para o serviço chegarão aos 363 mil, valor que não faria frente ao crescimento do serviço naquele período.

A conta da oncologia no mês de outubro foi tão alta, 406 mil reais, que mesmo que já tivesse sido elevado o teto para o serviço na região, o dinheiro não seria suficiente para cobrir os gastos com o tratamento dos pacientes de 12 municípios da região. Os números foram apresentados pelo secretário da Saúde de Cachoeira do Sul, Roger Gomes da Rosa.

Segundo ele, apesar da assinatura do ministro, a portaria com a elevação do repasse ainda não foi publicada no Diário Oficial da União. Assim, a Prefeitura de Cachoeira, gestora dos recursos do SUS, segue recebendo 133 mil reais por mês. Os repasses federais para o serviço chegarão aos 363 mil, valor que não faria frente ao crescimento do serviço naquele período.

Ciente dessa realidade, o secretário Roger disse que houve um acúmulo de serviços referente a um período anterior. Segundo ele estima, a previsão é que a conta reduza nos meses seguintes. Também para conter o crescimento, a Prefeitura determinou ao Hospital de Caridade e Beneficência de Cachoeira do Sul que faça uma triagem dos pacientes.

O HCB é referência no setor de oncologia dos municípios abrangidos pela 8ª Coordenadoria Regional de Saúde, entre eles, a região Centro Serra.