Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Saúde 30/11/2018 13:50
Por: redacao

Repasses para o SAMU de Arroio do Tigre estão atrasados

Conforme informações obtidas pelo departamento de notícias das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, em 2017 foram 342 atendimentos na base. 

O município de Arroio do Tigre é o único do Centro Serra que conta com o Serviço Móvel de Urgência – SAMU desde 2011.  Conforme informações obtidas pelo departamento de notícias das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM, em 2017 foram 342 atendimentos na base.  Os casos de maior incidência foram na área de Trauma como quedas e atropelamentos. Na área clínica foram urgências respiratórias e cardiovasculares. Arroio do Tigre dispõe de uma ambulância de Suporte Básico, composta por uma equipe de um técnico de enfermagem e um condutor socorrista, e todos os equipamentos necessários.

Há poucos meses, a cidade recebeu uma nova ambulância para o SAMU, e a antiga foi repassada para a prefeitura. O SAMU atende somente urgências e emergências, onde o solicitante liga para o número 192 e recebe orientações da central de regulação que fica em Porto Alegre. O SAMU não presta serviços remoções de pacientes que necessitem de deslocamento para atendimento clínico ou de exames, por exemplo. Neste ano, até o momento, foram 247 atendimentos de urgência e emergência prestados pelo SAMU de Arroio do Tigre, equipe formada por 10 profissionais, sendo 4 condutores socorristas, 5 técnicos em enfermagem e uma enfermeira responsável técnica. Em cada plantão a equipe é formada por 1 condutor e 1 técnico em enfermagem 24 horas/dia.

Conforme Edésio Jank, secretário de Finanças de Arroio do Tigre, o custo mensal da Unidade do SAMU no município é de 21 mil 903 reais, valor médio mensal previsto para este ano. O Governo Federal repassa 13 mil 125 reais mensais, e o Governo Estadual 10 mil 232. No entanto, em função de suas dificuldades financeiras, o Estado não está repassando os valores mensais devidos. A União também não efetuou os três últimos repasses. Com isso o município já aportou 52 mil 859 reais na rubrica neste exercício e está aguardando os depósitos em atraso tanto do Estado como da União.

O Hospital Santa Rosa de Lima, para onde são levados os pacientes atendidos pelo SAMU, recebe 35 mil reais por mês para pagamento dos médicos e medicação utilizada nos atendimentos. Conforme a administradora Madalena Pasa, o repasse que é feito pelos governos Estadual e Federal está atrasado desde agosto.