Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 16/12/2015 14:39
Por: Redação

Arroio do Tigre adota medidas para evitar o vírus da Dengue e o Zika Vírus

Diante da possibilidade de ocorrer casos de contaminação pelo vírus da Dengue e pelo Zika Vírus, a Secretaria Municipal da Saúde de Arroio do Tigre está promovendo ações em conjunto com a comunidade arroiotigrense e com os Agentes Comunitários de Saúde a fim de combater o mosquito Aedes Aegypt. Essas medidas se dão em decorrência de diversos fatores como, presença do vetor, epidemias em vários estados e em diversos municípios do Rio Grande do Sul, agravados pela grande movimentação de pessoas de cidade em cidade, principalmente em decorrência das festas de final de ano. Em Arroio do Tigre serão feitas visitas aos imóveis, chamada de Ação Casa a Casa, com o objetivo de identificar, eliminar e tratar criadouros em potencial existência, além de repassar orientações pertinentes aos moradores sobre as condutas a serem adotadas para a não proliferação do Aedes Aegypt. Essas visitas serão feitas periodicamente em cada imóvel por aproximadamente dois meses. Além disso, as equipes irão identificar locais que, por suas características tornam-se criadouros em potencial para a proliferação do mosquito e denominados Pontos Estratégicos. Estes locais também serão visitados quinzenalmente para a avaliação da presença do Aedes Aegypt e para a adoção das medidas cabíveis para a delimitação e eliminação de foco. Também serão colocadas armadilhas com o objetivo de identificar precocemente a presença do mosquito, que caso confirmada, haverá uma delimitação do foco, com a finalidade de verificar a extensão da área infectada e execução das ações inerentes para a sua eliminação, além do atendimento à notificação da presença de mosquito, para avaliar se é ou não o Aedes Aegypt para que seja tomada as medidas pertinentes para impedir o risco de disseminação da doença. A secretária municipal de Saúde, Fátima Mergen, faz um apelo à comunidade para que se conscientizem e contribuam na prevenção da dengue. Ela recomenda cobrir ou furar pneus; usar areia grossa em pratos de vasos de flores; ensacar e colocar no lixo vasilhames que possam acumular água; virar de boca para baixo de garrafas vazias; tampar as caixas de água, e a limpeza de pátios baldios. Fátima Mergen lembra ainda que, sem o apoio da comunidade fica praticamente impossível lutar contra o Aedes Aegypti.