Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 12/06/2018 15:22
Por: redacao

Várias atividades marcam o dia mundial de combate ao trabalho infantil

Com vistas no dia mundial de combate ao trabalho infantil, celebrado nesta terça-feira, dia 12 de junho, as Secretarias Municipais de Educação e de Assistência Social de Sobradinho, programaram uma série de atividades, a fim de alertar a comunidade em geral sobre a realidade do trabalho infantil, uma prática que se mantém corriqueira em diversas regiões do Brasil e do mundo.

Neste sentido, será promovido um Quiz sobre o tema “Trabalho Infantil”, envolvendo os alunos da rede municipal de ensino; também está prevista sessão de cinema nas escolas, com apresentação de filme abordando a erradicação do trabalho infantil; produção de um documentário, relatando os resultados alcançados através da implantação do Programa Arise no município, mediante relatos de pais, alunos e professores.

Da mesma forma, está previsto um dia de resgate sobre a importância da sucessão rural e da profissionalização dos jovens na faixa etária de 14 a 16 anos, por meio de parceria com o Programa Arise e Escritório Municipal da Emater. A caminhada pelo centro da cidade, com distribuição de material informativo e gincana no Complexo Esportivo Cornedo Vicentino, com a participação de todas as escolas municipais que estava programada para ocorrer na tarde de hoje (12) foi transferida para amanhã (13), devido à instabilidade do tempo.

A coordenadora municipal do Programa Arise, Catiele Bonelli destaca que o município também aderiu ao Projeto “Ministério Público do Trabalho na Escola”, que consiste em mais uma ferramenta para conscientizar a sociedade por meio da comunidade escolar sobre a importância do combate e da prevenção do trabalho infantil, além de romper barreiras culturais, mitos e fortalecer o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Conforme ela, o município também mantem desde 2013 importante parceria com o Programa Arise, no desenvolvimento de ações para a ampliação do acesso à educação de qualidade e fortalecimento econômico das famílias e comunidades envolvidas na produção de tabaco.