Logo Rádio Sobradinho AM & Jacuí FM
Geral 11/07/2018 14:46
Por: redacao

Balsa Titanic não vem. Agora é a vez da Deusa do Jacuí com capacidade menor

Depois do anúncio de que uma nova balsa com capacidade para até 80 veículos viria para Cachoeira do Sul, para realizar o transporte no Rio Jacuí entre a Praia Nova e a Rua Moron, a Travessia Vitória, responsável pelo serviço, informa que a “Titanic”, como carinhosamente foi chamada não vem mais. Será substituída pela “Deusa do Jacuí”, uma embarcação para até 60 veículos, que foi usada quando caiu a ponte de concreto sobre o Rio Jacuí, em Agudo, há 8 anos.

A ideia da direção da Travessia Vitória é ter duas balsas transportando veículos, enquanto a Ponte do Fandango permanece fechada para obras de recuperação de sua estrutura. A atual balsa em funcionamento desde a semana passada tem capacidade para até 15 veículos.

A “Titanic”, que pertence à Navegação Couto, de Taquari, enfrentou dificuldades para passar na Barragem Anel de Dom Marco, em Rio Pardo, no Rio Jacuí. Por isto, a decisão de trazer para Cachoeira do Sul uma balsa menor, mas que será fundamental para evitar as longas filas que se formam todos os dias na Rua Moron e também na estrada da Praia Nova.

A expectativa é de que no início da próxima semana, duas balsas realizem o transporte de veículos e de pedestres entre a Rua Moron e a Praia Nova. Segundo a direção da Travessia Vitória, não existe a necessidade de solicitar a construção de mais atracadouros. Os dois existentes são suficientes para a realização do serviço.

BALSA VITÓRIA

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) deu sinal verde para que a Travessia Vitória continue a realizar o transporte de balsa no Rio Jacuí entre a Praia Nova e a Rua Moron. Dois fiscais da agência acompanhado de outro fiscal da Marinha estiveram no final da manhã desta quarta-feira (11) realizando uma vistoria nos atracadouros e no serviço da balsa quanto a questões de segurança e mobilidade.

A Travessia Vitória, que realiza o transporte desde a semana passada, complementou a documentação na segunda-feira (9) e, desta forma, estaria habilitada a trabalhar com uma balsa, enquanto a Ponte do Fandango, estiver fechada para o trânsito, mesmo que existe uma autorização da Antaq para a empresa RS Almeida & Becker, de Rio Pardo, explorar o serviço de balsa no Rio Jacuí.

Fonte: Ocorreio